imagoverbalis

Archive for the ‘palavras soltas’ Category

(just) another day…

leave a comment »

Written by imagoverbalis

Setembro 30, 2010 at 9:01 pm

4+1=41

leave a comment »

“a noção de pessoa velha ou nova só se aplica às pessoas vulgares.”

(hermann hesse, “elogio da velhice”)

Written by imagoverbalis

Agosto 26, 2010 at 11:45 am

Publicado em fotografia, palavras soltas

Tagged with

no feminino

leave a comment »

“estou com os individualistas livres, os que sonham mais alto, uma sociedade onde haja pão para todas as bocas, onde se aproveitem todas as energias humanas, onde se possa cantar um hino à alegria de viver na expansão de todas as forças interiores, num sentido mais alto – para uma limitação cada vez mais ampla da sociedade sobre o indivíduo.”


(maria lacerda de moura, anarquista individualista)

Written by imagoverbalis

Agosto 25, 2010 at 1:09 pm

ode à fotografia

leave a comment »

“se vale a pena viver a vida esplêndida

esta fantasmagoria de cores, de grotesco, esta mescla de estrelas e de sonho?

… só a luz! só a luz vale a vida!”

(raul brandão, “se tivesse de recomeçar a vida”)

Written by imagoverbalis

Agosto 24, 2010 at 8:16 pm

dona de casa 2.0

leave a comment »

será que quem no fim da vida fez mais cupcakes ganha algo? ou não? a nova tendência na suécia entre as mulheres da geração mais nova, nascidas numa sociedade moderna de igualdade entre os géneros tanto em casa como no mercado de trabalho, é de se tornarem tão perfeitas em termos profissionais como alguma vez poderão ser também entre as quatro paredes da casa. esta histeria de criar os molhos mais deliciosos segundo a receita da avó, tricotar as camisolas da família e polir os móveis com produto x para que o lar possa brilhar com toda a força, é agora motivo de estudo da jornalista maria nilsson de malmö, que publica este verão um novo livro intitulado “dona de casa 2.0”. as tarefas doméstica são agora desenvolvidas em todos os dias durante a semana, noites e fins-de-semana, e não só entre as 9 e as 16 como fizeram as nossas mães, tias e avós. heroínas, de certeza, por terem levado uma vida a servir os outros, sem a mínima de consideração pelas próprias necessidades. e quem é que não gosta de um bom bolo, de quartos arrumados e sapatos bem alinhados no hall? mas será que as suecas com esta cada vez mais visível mudança de vida à la os anos 50 realmente só querem conseguir uma existência mais autêntica, mais back to basis, mais próxima da família nestes dias de corre-corre? ou será que não estão a deixar a ideia romântica de um lar perfeito com toalhas de branco impecável, de um naperon a quadrados para agradar o companheiro e de janelas bem limpas, sobrepor-se à liberdade que já se conseguiu conquistar? será que as mulheres num dos países mais desenvolvidos do mundo não estarão a provocar o seu próprio backlash? o carinho e a preocupação com os nossos ente queridos não deixa de ser só porque não os aguardamos à porta com a bandeja na mão. a nós não parece um bocado neurótico e desnecessário. uma tendência a vigiar bem e de perto. mulheres acordem que isto não é uma novela!

ode à fotografia no feminino

leave a comment »

“nature is so powerful, so strong. capturing its essence is not easy – your work becomes a dance with light and the weather. it takes you to a place within yourself.” (annie leibovitz)

Written by imagoverbalis

Julho 4, 2010 at 10:26 pm

faro já tem bookcrossing

leave a comment »

segundo faro1540, a cidade já tem zonas de bookcrossing. por enquanto aqui: associação de solidariedade social dos professores (delegação do algarve), biblioteca antónio ramos rosa, bibliotecas da universidade do algarve (gambelas e penha), centro azul (praia de faro), escola secundária joão de deus, espaço c, espaço internet (sto antónio do alto), faro 1540, hagabê informática (loja faro), nordik bar e sociedade recreativa artística farense (“os artistas”).

agora é só participar e libertar os seus livros para que outros possam enriquecer a alma!