imagoverbalis

beckett no pátio

leave a comment »

divulgamos:

“no dia 27 de fevereiro de 2010, pelas 17:00 horas, na livraria pátio de letras em faro, decorrerá o evento “beckett no pátio”, que conta com o lançamento em portugal do livro “a poética televisual de samuel beckett” de autoria da profa. doutora gabriela borges, a exibição das tele-peças not i (1972) produzida pela bbc e quadrat i + ii (1982) produzida pela emissora alemã süddeustcher rundfunk, assim como a apresentação de uma criação intermedia a partir das peças de televisão do autor. esta criação propõe um diálogo entre imagem, som, luz e texto com a leitura dramática da tele-peça “eh joe” (1968) pelo actor d’a peste e  director da fchs/ualg, prof. doutor antónio branco; e a intervenção experimental sonora e visual criada por alexandre caravela e gabriela borges, com a participação do prof. doutor vítor reia-baptista.

o livro é resultado de uma extensa investigação de doutoramento realizada pela professora e investigadora da universidade do algarve no samuel beckett centre, trinity college dublin, e na pontifícia universidade católica de são paulo e apresenta-se como o primeiro trabalho sistemático realizado em língua portuguesa sobre as peças que samuel beckett escreveu e produziu para a televisão.

esta é uma rara oportunidade para conhecer a poética televisual beckettiana e ter acesso a este trabalho, que é uma edição brasileira publicada pela editora paulista annablume, com o apoio da fapesp (fundação de apoio à pesquisa do estado de são paulo, brasil) e do ciac (centro de investigação em artes e comunicação da universidade do algarve).  

a obra discute a poética televisual de samuel beckett elaborada a partir das suas experimentações nos mais diversos media e apresenta uma análise estética e intersemiótica das tele-peças e das transcriações das peças de teatro para a televisão. além de ter proporcionado a beckett a possibilidade de expressar o seu olhar estético por meio das formas que criou, a tecnologia televisual se abre para experimentações e indagações a respeito do seu próprio potencial expressivo e artístico.

o argumento usado no livro é o de que a arte pode trazer vida inteligente para a televisão. as tele-peças de beckett mostram que algumas imagens podem forçar os limites do constante enquadramento e reenquadramento do domínio tecnológico, o qual pode abrir-se para o mistério da arte e para um novo saber fazer da técnica que seja poético.”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: