imagoverbalis

prémio nobel da paz futurista?

leave a comment »

entrevista_aftonbladet_imagoverbalis©

questiona-se, agora com a atribuição do prémio nobel ao barack obama, se os noruegueses, em vez de fazerem fortunas através da pesca e da extradição de petróleo das profundezas do atlântico (continuando no primeiro lugar no mundo em termos de índice de desenvolvimento humano, segundo um relatório recente da ocde), tenham decidido optar por tentar ganhar a vida como videntes e bruxos.

o presidente dos eua inspirou e deu esperança com a sua vitória? sim. convenceu com o seu “yes we can”? parece que não há muita dúvida. mas fez alguma coisa em concreto para receber um prémio da paz, pensando que ainda não fechou o guantanamo, quando ainda não saiu de iraque e nem de perto nem de longe pus fim ao conflito no médio-oriente? vem a ser premiado porque, se calhar, no futuro, talvez, quem sabe, há de conseguir, se tudo correr bem, atingir aqueles objectivos? mas isto é um prémio à sério, ou é fantochada?

há 13 anos que o ramos-horta (juntamente com o d. ximenes belo) foi galardoado com o mesmo prémio. porque lutou. porque teve uma missão politica durante anos a fio de ajudar um povo a recuperar a sua independência, a levantar-se da repressão e de criar uma sociedade democrática.

na altura foi facílimo obter o contacto do nobel. liguei para a sua casa em lisboa, através do 118, apresentei-me e pedi para me ceder uma entrevista para um diário sueco. consegui em exclusivo para a imprensa sueca, sem o menor problema e com toda a amabilidade por parte do premiado. recebeu-me no apartamento numa zona central da capital. abriu-me a porta e deixou-me entrar no apartamento sem a menor preocupação de controlo de segurança, apesar de se tratar de um estranho. entrevista realizada em inglês. a relembrar os dias em que venerava o primeiro ministro sueco social-democrata (no sentido do termo correcto), olof palme, mas a criticar a forte e feio o governo sueco sobre todas as promessas ocas de intervenção em timor para melhorar os direitos humanos daquele povo e sobre os negócios de armas com a indonésia que deviam fazer com que “o governo sueco devia ter vergonha”. a revelar a utilização do dinheiro do prémio da paz para a fundação paz e democracia dom martinho da costa lopes, os planos políticos e democráticos de timor, realçando a esperança de em breve ver o xanana gusmão como um homem livre, dizendo que “quando chegar a díli o povo vai estar a espera dele e serei o seu motorista privado”.

homens assim é que deviam ser premiados, com a obra já feita. não por aquilo o que o mundo espera e sonha que poderão vir a conseguir.

Anúncios

Written by imagoverbalis

Outubro 9, 2009 às 7:50 pm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: